Sejam bem vindos ao meu blog

Aqui pretendo editar todos os tipos de conteúdo que tenham haver com : mãe, criança e aprendizado.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

BRINCADEIRAS E ESTIMULOS PARA BEBÊS DE 0 A 12 MESES....

Amor e respeito pela criança:
Nada é mais estimulante para a criança do que saber que é amada. O amor dos pais/cuidadores transmite segurança e proteção. Uma criança que está com medo de, por exemplo, enfrentar um desafio novo, irá sempre procurar o olhar daquele que o ama para saber se pode ir em frente, e, se correspondida por um sorriso, ou um gesto de confiança, isso será o suficiente para que a criança se sinta encorajada. Assim como o amor é importante, o respeito também é. Respeitar, por exemplo, os limites, o tempo e as preferências de cada criança é fundamental para que ela se torne uma pessoa auto confiante e feliz. Isto parece simples e óbvio, mas não é. Você já deve ter visto algum pai louco por futebol, “forçando” seu filho a ser um jogador exemplar, quando a criança na verdade odeia jogar, ou não tem habilidade para tal.. Precisamos pensar sempre se estamos estimulando nossos filhos para que eles se sintam confiantes em alcançar seus objetivos, ou se nós estamos apenas empurrando para eles a responsabilidade de sonhos que são nossos (e não deles).

- O primeiro brinquedo da criança será sempre o seu próprio corpo. Somente depois que o bebê já tiver explorado bastante seu corpo é que irá se interessar por outros objetos (basta ver o grande interesse que bebês tem por suas mãos, pés, pela própria imagem, ou o quanto ficam felizes quando percebem que podem engatinhar e andar).

- A importância de se colocar o bebê no chão (sobre acolchoado): Já se sabe que bebês não devem, como antigamente, ficar o tempo todo no berço. O contato com o chão é importante desde o início para o desenvolvimento motor da criança, ele irá ajúdá-la a fortalecer seu pescoço, aprender a rolar, aprender a engatinhar, a ficar em pé e, finalmente, a andar. Ah, e não adianta colocar o bebê apenas sobre a cama, pois além de ser mais perigoso ( não esqueça de que se a criança rolar, ela cairá de uma certa altura), também não tem a firmeza necessária para que o bebê possa se equilibrar e apoiar

- Contato com outras crianças: Além de fortalecer seu sistema imunológico, o contato com outras crianças é sempre muito importante para o desenvolvimento do bebê. Isso irá ajudá-los a se sociabilizar, a compreender os limites (próprios e/ou impostos), a ser estímulo para enfrentar um desafio (é curioso ver como bebês que tem irmãos maiores, aprendem e se desenvolvem mais rápido do que a maioria dos que não têm irmãos mais velhos.).

DICAS:

1 mês: Pode focalizar um objeto a 20-25 cm de distãncia, mas não consegue ver detalhes. A cabeça é grande mais aos pocuos vai fortalecendo o pescoço. O bebê ainda não interage com os brinquedos, mas pode receber estímulos auditivos. Cante para seu bebê, ou mostre caixinhas de música, por exemplo.

2 meses: Quando deitado de bruços consegue manter a cabeça erguida por mais tempo. Percebe um ruído com rapidez. Poderá começar a prestar atenção a um móbile bem colorido e com música, fixado no berço e no carrinho.

3 a 4 meses: Aos 3 meses reage a barulhos, arregalando os olhos. A visão também está melhorando e a partir de agora enxerga colorido. As mãos são uma grande descoberta. Com 4 meses, a maioria dos bebês já é capaz de pegar o que querem. Até então, eles só conseguiam segurar o que era posto em suas mãos. Muitas vezes, estando de bruços, já é capaz de rolar no chão sozinho. Os brinquedos sonoros atraem bastante os bebês. Livrinhos de plástico, de pano ou de capa dura começam a despertar a atenção.

5 a 6 meses: Nessa fase o bebê leva tudo à boca, pois esta é a forma que ele tem de experimentar e descobrir os objetos.Esse é o momento do mordedor de tecido, de plástico ou bonequinhos laváveis. Começa a discernir as diferentes tonalidades de voz (se alguém está, pr exemplo, bravo ou alegre) e reage diferentemente a cada uma delas. Brinquedos que imitam o som dos animais são um sucesso! Os bebês começam a ter noção das diferentes formas geométricas, e, por isso, bolas e cubos passam a ser interessantes. Nessa fase,o bebê também descobre sua imagem refletida no espelho.

7 a 8 meses: Senta-se com certo equilíbrio e mostra determinação querendo brinquedos que estão fora de seu alcance. Muitos começam a se interessar por figuras em livros. Gosta de soltar os brinquedos no chão para ouvir seu barulho, ou apenas para ver o pai e a mãe pegando o brinquedo de volta. Procura brinquedos atrás dos móveis. É provável que tente imitar os pais. Adoram ver uma bola rolando e brincar de esconder-se atrás de um pano. Aos 8 meses a criança está pronta para engatinhar, apesar de isto muitas vezes ainda demorar para acontecer.
9 a 10 meses: Nesta fase há um grande desenvolvimento da linguagem, o bebê é capaz de guardar algumas imagens na memória, o que permite que procure por uma pessoa quando se pergunta por ela e a mesma não está. Balbucia para ouvir a própria voz e brinca com ela. Imita sons, bate palmas e dá tchau. Aos 10 meses é capaz de apontar para um objeto que deseja. Começa a entender conceitos como “aqui”, “lá”. É hora de estimular sua linguagem, nomeando cada brinquedo e atividade, além de incentivar o bebê a segurar os brinquedos com as pontas dos dedos. Jogos de encaixe são bem-vindos.

11 a 12 meses: O bebê prepara-se para andar. Tenta ficar em pé apoiando-se em móveis e paredes. A sociabilidade está aumentando. A criança começa a ficar mais independente, sugrem os ataques de birra, quando limitações lhe são impostas. O bebê pode dar beijinhos, mas odeia ficar sozinho. Ainda precisa da mãe para se sentir seguro. Seu poder de compreensão continua sendo maior do que sua capacidade de falar. Nessa fase, tudo o que tem porta e janelinha, que abre e fecha, chama a atenção das crianças. Casinhas para encaixar objetos desenvolvem a coordenação motora. Esse é também o momento dos baldes de empilhar, que acompanham as crianças por muito tempo. Outra brincadeira bastante interessante é o “esconde-esconde”.

Um comentário:

  1. Olá Carolina, gostei muito do seu BLOG, estou na reta final de minha faculdade fazendo meu TCC, cujo tema é A importância do Estímulo na Infância e gostaria de receber sugestões de títulos de livros para pesquisa sobre este tema. Obrigada!!!

    ResponderExcluir